Mineração em Campos Verdes/GO: o futuro das esmeraldas e da região

O projeto de Mineração da G44 está completando 15 meses de obra da construção de uma das maiores plantas industriais de exploração e beneficiamento de esmeraldas do Brasil.

O investimento é fruto de um árduo trabalho na mineração de ouro (em Calçoene-AP) e em esmeraldas (Campos Verdes-GO) e está ganhando forma na construção de uma das maiores plantas industriais na construção de um parque tecnológico de lapidação de pedras preciosas.

O objetivo é transformar o município num dos maiores centros de comercialização, beneficiamento de esmeraldas, estudos, cursos de formação, fabricação, venda de esmeraldas e joias do mundo.

O projeto está sendo operado por um time especializado que promete transformar o município num dos maiores centros de comercialização, beneficiamento de esmeraldas, estudos, cursos de formação, fabricação e venda de pedras e jóias do setor. O parque industrial abrigará um laboratório equipado com as mais modernas tecnologias de prototipagem, impressão 3D, injeção à cera, cravação e fundição.

Além da exploração tecnológica do mineral, a mineradora tem colaborado com o desenvolvimento social do local com geração de renda e formação dos agentes que colaboram na estruturação projeto.

Gerador de emprego

Ao longo deste trabalho foi gerado cerca de 400 empregos nos últimos 15 meses de obra, completados no mês de novembro. O número colabora com o desenvolvimento social do município e da comunidade local. A expectativa é gerar mais 1000 empregos no município. Além disso, o projeto importou mão de obra de outras cidades da região, como Santa Terezinha de Goiás, Crixás e Itapaci.

Responsabilidade

Nós da G44 estamos preparados e queremos mostrar para o mundo que em Goiás é realizada a mineração do tipo mais moderno, ou seja, que respeita o meio ambiente e interfere positivamente na comunidade. Além disso, essa matéria prima está sendo destinada para a fabricação de joias de alto padrão que vão comercializadas no mercado brasileiro.



Deixe uma resposta